Advogada assediada ao fazer ioga diz que desculpas de suspeito são afronta

Advogada assediada ao fazer ioga diz que desculpas de suspeito são afronta que não acredita na nota de esclarecimento publicada por Ricardo Roriz, um dos investigados de publicar um vídeo de cunho sexual enquanto a advogada fazia ioga na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro

Foto: UOL
Foto: UOL

Mariana considerou a nota de Roriz publicada nas redes sociais como "uma afronta" e disse que ele feriu a inteligência dela.

No vídeo, a advogada comenta a "nota de esclarecimento" que foi divulgada pelo empresário Ricardo Roriz nos mesmos perfis das redes sociais que usou para compartilhar imagens de Mariana praticando ioga em que fala frases de cunho sexual ao lado de um vendedor ambulante identificado pela Polícia Civil como Celsão.

"Me desculpem o sarcasmo desse meu vídeo, mas é um desabafo porque é uma afronta. Para mim, é uma afronta. Então, já respondendo às perguntas de vocês, como eu tomo isso, eu tomo como uma afronta. Um texto que não foi escrito por ele [Ricardo Roriz] porque toda a postagem dele é de vídeo, com ele falando, né, e a gente sente no tom de voz, no olhar das pessoas, quando elas realmente estão arrependidas", afirmou Mariana.

Apesar de ter publicado a nota ontem após comparecer à 12ª Delegacia de Copacabana e prestar depoimento, a postagem com os esclarecimentos feita pelo empresário é de 2 de agosto. Mariana disse que não tem "palavras" para a atitude do investigado que é dono de uma loja de artigos militares.

"Pode ser que ele edite depois que eu fiz esse vídeo. Mas a data até agora, e isso já está salvo, óbvio, é do dia 2 de agosto. Como se ele tivesse imediatamente se preocupado em fazer um esclarecimento. Hoje estamos no dia 4 de agosto para relembrá-lo, e a postagem foi feita por volta das 16h, 17h."

Ainda no vídeo, a advogada disse que a nota de Roriz fere a sua inteligência e que o suspeito postou mensagens que estava na rua enquanto ela está privada dentro de casa devido aos transtornos causados pela situação.

"E uma pessoa que postou hoje de manhã [04 de agosto] que quem não deve, não teme e que ele estava livre, que ele estava andando na rua livre, enquanto eu estou presa em casa lembrando [da exposição]. Eu saio de casa para ir na delegacia e dar entrevista na pracinha da esquina, é isso, gente. Eu não estou bem. Essa nota de esclarecimento para mim é uma afronta, à minha inteligência, principalmente", ponderou a advogada.

Mariana conclui, no final do vídeo, que o seu "erro" seria ter nascido mulher e praticar ioga. "O meu único erro foi ter nascido mulher e gostar de fazer ioga é o meu outro erro. Fora isso, eu não tenho nenhum outro problema", disse.

Confira o vídeo publicado por Mariana no qual ela comenta a nota de esclarecimento: 

Investigação e defesa

A Polícia Civil investiga os crimes de perturbação de tranquilidade, gesto obsceno e injúria.

"A exposição do corpo dela, da forma como foi feita, com os comentários, com aquele gestual chamando atenção para a masturbação masculina numa rede social de muitos seguidores, ela se sentiu muito ofendida. Então, por isso, o fato realmente merece ser registrado", afirmou a delegada do caso, Valéria Aragão. 

Ontem, em resposta a Universa, o advogado de Roriz, Valdo Tavares, alegou que seu cliente reconhece o erro de ter postado o vídeo, porém, a discussão sobre o conteúdo da publicação é ideológica. "Conversa íntima entre amigos que estavam bebendo cerveja há algum tempo", disse o advogado.

Publicação do vídeo

As imagens da advogada praticando ioga com uma amiga foram gravadas e divulgadas nas redes sociais de Ricardo Roriz no último sábado (1º).

Durante a preparação de Mariana para a pratica de ioga, o vendedor ambulante Celsão diz: "Ela tá plantando bananeira, vê se ela está plantando?... a hora que ela plantar, eu vou tirar [foto] com a água para fazer anúncio da água.

" Ricardo Roriz responde: "Ô Celsão, tu fica disfarçando, vai botar água ali para ficar fingindo, é?". E continua: "Celsão, tu não vale p*** nenhuma." 

Quando a advogada começa a ficar com as pernas para o ar, Celsão aponta o celular para a advogada e Ricardo comenta: "Ó lá o que é um velho tarado". Enquanto aproxima a imagem com um zoom do celular. "Celsão, tu é o maior doente sexual, hein Celsão. Tu fica só de voyeur".

Em resposta, Celsão fala uma frase e faz um gesto com as mãos indicando o movimento sexual da masturbação: "Eu gosto é para blau blau".

Por Pauline Almeida UOL UNIVERSA -  uol.com.br

07/08/2020


#Publicidade